Departamento Tático Militar

Polícia DTM © Oficial

Últimos assuntos
» [C.e.E] - Chat
Qui Mar 10 2016, 22:05 por Convidado

» R.H - Relatório de Contratações
Qui Mar 10 2016, 18:58 por Convidado

» R.H - Relatórios: Criação de TAGs
Qui Mar 10 2016, 10:22 por Convidado

» Estatuto - DTM
Ter Mar 08 2016, 13:05 por Elatus

» R.H - Relatórios: Pedido de demissão/desligamento
Seg Mar 07 2016, 19:10 por Convidado

» R.H - Relatórios: Corpo de Oficiais.
Seg Mar 07 2016, 01:35 por Convidado

» Listagem: Corpo Executivo
Seg Mar 07 2016, 00:00 por Convidado

» R.H - Relatórios: Instrução Inicial
Dom Mar 06 2016, 21:33 por Convidado

» Listagem: Demissão
Sab Mar 05 2016, 11:19 por Elatus

Top dos mais postadores
Elatus
 
Admin
 


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Estatuto - DTM

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Estatuto - DTM em Ter Mar 08 2016, 13:05

Elatus

avatar
Documentos e Políticas


Estatuto do Departamento Tático Militar




Capítulo I – Princípios


Artigo 1 - O Departamento Tático Militar, tem como objetivo de ajudar os civis a respeitarem a habbo etiqueta e levar o militarismo ao Habbo Hotel, respeitando as normas da Habbo Etiqueta.

Artigo 2 -  Este documento deve ser seguido por todos os policiais do Departamento Tático Militar, dê Recruta à Fundador, e equivalência, até Oficial Reformado.

Artigo 3 - Todos os policias devem seguir tudo que está regido neste documento, dentro ou fora das dependências do Departamento Tático Militar.

Artigo 4 – Todos os Oficiais Reformados devem seguir tudo que está regido neste documento.


Capítulo II – Preceito e Repressão


Artigo 5 - É proibido qualquer tipo de flood ou spam estando nas proximidade de um quarto oficial do Departamento Tático Militar, exceto com a autorização do Comandante da Base.

Artigo 6 - Para se compromissar com o Departamento Tático Militar, deves ter total lealdade e comprometimento, e é totalmente proibido permanecer em outro tipo de emprego, seja militar ou não.

Artigo 7 – Dentro de qualquer estabelecimento oficial do Departamento Tático Militar, é obrigatório o uso de emblema, farda e missão, de acordo com sua patente atual. Portanto, deverá entrar ao Batalhão com os requisitos.

Artigo 8 - É proibido em dependências oficiais o uso de linguagens chulas ou depreciativa.

Artigo 9 – Todos os Policias devem se manter em modo online, sendo eles Praças ou Oficiais.

Capítulo III – Batalhão

Artigo 10 - O batalhão do Departamento Tático Militar é de total responsabilidade do comando supremo.

Artigo 11 - Para um policial abrir o batalhão deve ter direitos, e para um policial ser auxiliado, deve se pedir permissão à um Corregedor.

Artigo 12 – O Comandante Geral é responsável pelo Batalhão, dentro e fora. Seu posto se encontra no meio do Batalhão, na cadeira atrás do tapete amarelo, e a cor do seu balão de fala é amarela. Seu objetivo, é manter o Batalhão organizado, definir a função de cada um dos policiais.

Artigo 13 - O Comandante Auxiliar é responsável pela recepção, e deve ajudar o Comandante Geral, à auxiliar o Batalhão com algo que esteja acontecendo de errado. O Comandante Auxiliar, se localiza ao lado do Comandante Geral na cadeira atrás do tapete vermelho, seu balão de fala é vermelho, para um melhor destaque da função.

Artigo 14 – Para exercer a função de Comandante Geral deve-se ter Direitos e ter CEO (Curso Especializado de Oficiais) completa. E para exercer a função de Comandante Auxiliar, tem que ser Sargento, com Treino de Sargentos concluído.

Artigo 15 – Todos os policiais que estiverem desocupados devem permanecer na Sala de Estado, esperando para poderem exercer uma função, quando houver alguma vaga.

Artigo 16 – A Sala de Controle, é responsável para facilitação de entrada dos Policiais e aliados ao Batalhão.

Artigo 17 – A sala de controle conta com as seguintes funções:

Operador 1 – Deve conferir farda, missão e emblema, para poder puxar a alavanca para abrir, para policial praça, ou aliada.

Operador 2 – Deve conferir se o policial consta no fórum, conferir perfil e costas para ver se não tem nenhum número.

Auxiliar dos Operadores – Deve auxiliar os Operadores, para eles manterem um ótimo trabalho, e não ficarem desorganizados, e o Auxiliar dos Operadores deve puxar a alavanca, quando o policial estiver incorreto.

Artigo 18 – O sentinela deve aplicar uma pré-aula ensinando o básico aos recrutas para irem à A.P.B. (Aplicação Primária de Recrutas).

Artigo 19 – Os recepcionistas devem alistar novos membros para o Departamento Tático Militar. Os recrutas só podem entrar com os 3 requisitos básicos (missão, fardamento e emblema).


Capítulo IV – Fórum


Artigo 20 - O fórum é um órgão muito importante, pois nele contém Recursos Humanos, caixa de diálogo entre os policiais, os Documentos e Políticas, e isso mantém a polícia mais organizada.

Artigo 21 – Para fazer parte do R.H (Recursos Humanos) deve-se ter a confiança total dos supremos.

Artigo 22 – Todas as promoções, rebaixamentos e demissões e demais informações, serão encontrados no fórum oficial.

Artigo 23 – Todo policial com a patente à partir de Cabo ou equivalência, deve ter sua conta de usuário registrada no fórum.


Capítulo V – Hierarquia


Artigo 24 – O Departamento Tático Militar possuí duas categorias: Corpo Militar e Corpo Executivo, sendo 13 patentes no corpo militar e 26 no corpo executivo.

Artigo 25 – Todo inferior deve manter total respeito ao superior, sendo Militar ou Executivo.

Artigo 26 – Hierarquia do Corpo Militar:

Corpo de Oficiais:
Comandante
Sub-Comandante
Marechal
General
Coronel
Capitão
Tenente
Corpo de Praças:
Oficial
SubOficial
Sargento
Cabo
Soldado
Recruta
Artigo 27 – Quantidade de Dias para promoção do Corpo Militar: (Necessário ter)

Recruta – Soldado: 0 dia (Passar no Aprimoramento Primário de Recrutas)
Soldado – Cabo: 0 dia (Concluir Supervisão e Treino de Soldados)
Cabo – Sargento: 2 dias (Concluir a aula de segurança e no Curso de Aprimoramento)
Sargento – SubOficial: 4 dias (Concluir o Treinamento de Sargentos)
SubOficial – Oficial: 5 dias (Concluir o Curso de Aprimoramento)
Oficial – Tenente: 8 dias (Concluir o Curso Especializado de Oficiais)
Tenente – Capitão: 10 dias
Capitão – Coronel: 10 dias
Coronel – General: 13 dias
General – Marechal: 15 dias
Marechal – Sub-Comandante: 17 dias
Sub-Comandante – Comandante: 19 dias

Artigo 28 – Promove/Rebaixa/Demite, os policiais perante estão nesse regimento:

Comandante promove/rebaixa/demite até Sub-Comandante.
Comandante promove/rebaixa/demite até Marechal.
Marechal promove/rebaixa/demite até General.
General promove/rebaixa/demite até Coronel.
Coronel promove/rebaixa/demite até Capitão.
Capitão promove/rebaixa/demite até Tenente.
Tenente promove/rebaixa/demite até Oficial.
Oficial promove/rebaixa/demite até SubOficial.
Subtenente promove/rebaixa/demite até Sargento

Artigo 29 – Hierarquia do Corpo Executivo:

Corpo de Oficiais:
Presidente
Vice-Presidente
Conselheiro
Escrivão
Executive
Diretor-Geral
Diretor
Comissário-Geral
Comissário
Delegado
Advogado
Ministro-Geral
Ministro-Chefe
Ministro
Corpo de Praças:
Analista-Geral
Analista-Chefe
Analista
Supervisor-Geral
Supervisor-Chefe
Supervisor
Inspetor-Geral
Inspetor-Chefe
Inspetor
Agente-Geral
Agente-Chefe
Agente
Sócio

Artigo 30 – Equivalência do Corpo Executivo, com o Corpo Militar:

Corpo de Oficiais:
Presidente – Comandante
Vice-Presidente – Sub-Comandante
Conselheiro – Sub-Comandante
Escrivão – Marechal
Executive - Marechal
Diretor-Geral - General
Diretor - General
Comissário-Geral - Coronel
Comissário - Coronel
Delegado - Capitão
Advogado – Capitão
Ministro-Geral – Tenente
Ministro-Chefe – Tenente
Ministro – Tenente
Corpo de Praças:
Analista-Geral - Oficial
Analista-Chefe – Oficial
Analista - Oficial
Supervisor-Geral – SubOficial
Supervisor-Chefe – SubOficial
Supervisor – SubOficial
Inspetor-Geral – Sargento
Inspetor-Chefe – Sargento
Inspetor – Sargento
Agente-Geral – Cabo
Agente-Chefe – Cabos
Agente - Soldado
Sócio – Soldado

Artigo 31 – Os preços do Corpo Executivo:

Presidente – 600 câmbios
Vice-Presidente – 400 câmbios
Conselheiro – 320 câmbios
Escrivão – 270 câmbios
Executive – 230 câmbios
Diretor-Geral – 180 câmbios
Diretor – 150 câmbios
Comissário-Geral – 125 câmbios
Comissário – 110 câmbios
Delegado – 95 câmbios
Advogado – 80 câmbios
Ministro-Geral – 65 câmbios
Ministro-Chefe – 55 câmbios
Ministro -   50 câmbios
Analista-Geral – 45 câmbios
Analista-Chefe – 40 câmbios
Analista – 35 câmbios
Supervisor-Geral – 28 câmbios
Supervisor-Chefe – 25 câmbios
Supervisor – 20 câmbios
Inspetor-Geral – 15 câmbios
Inspetor-Chefe – 13 câmbios
Inspetor – 10 câmbios
Agente-Geral – 7 câmbios
Agente-Chefe – 5 câmbios
Agente – 3 câmbios
Sócio – 0 câmbios

Artigo 32 – Corpo Executivo superiores promovem/rebaixam/demitem até 1 cargo inferior na sua equivalência do Corpo Militar com a permissão de um membro da Corregedoria.


Capítulo VI – Sistema de Direitos


Artigo 33 – É totalmente proibido, exigir ou pedir direito em algum quarto Oficial do Departamento Tático Militar.

Artigo 34 – Não é permitido, policiais com direitos mover ou Kickar alguém sem permissão.

Artigo 35 – Para vocês receber direitos, deve ter extrema confiança da Supremacia.

Artigo 36 – Policias que possuem direitos, é totalmente proibido usar modo Off-Line, Sob pena de Rebaixamento.


Capítulo VII – Punições


Artigo 37 – As punições, servem para dar uma lição aos policiais que cometem algo errado.

Artigo 38 – As Punições se dividem em 4: Leve, Mediana, Alta e Grave.

Leve: Apenas uma conversa.
Mediana: Apresentar armas/ Sem cair do roller.
Alta: Rebaixamento.
Grave: Demissão.

Artigo 39 - O policial que tiver 3 advertências medianas, está sujeito à um rebaixamento.

Artigo 40 – Para um policial receber uma Advertência Grave, deverá ter todas as provas.

Artigo 41 – Todo policial que aplicar a advertência deverá postar no Tópico “R.H – Relatório de Advertências”.



Capítulo VIII – Companhias


Artigo 42 – Companhia dos Instrutores - Os Instrutores é uma das Companhias mais importante do Departamento Tático Militar, pois dão aula aos novos membros.
Usam brevê da cor Azul na boina.

Artigo 43 – Companhia dos Treinadores é uma companhia muito importante, pois treinam os policiais para eles terem um melhor desempenho no Departamento Tático Militar.
Usam brevê da cor Vermelha na boina.

Artigo 44 – Companhia dos Supervisores é uma companhia também muito importante, pois Supervisionam o trabalho dos soldados, e dão aula de segurança aos cabos.
Usam brevê de cor Verde na boina.

Artigo 45 – Companhia dos Instrutores do Corpo Executivo é a companhia mais importante também, pois Instrui os novos membros do Corpo Executivo.
Usam brevê de cor Amarela na boina.

Artigo 46 – A Hierarquia das Companhias, podem ser decididas pelos Líderes, mas a hierarquia deve ser passada pelos Corregedores para ser aprovada.

Artigo 47 – Só é permitido você ficar em uma companhia.

Artigo 48 – A partir de Cabo e equivalência, já é permitido fazer teste.


Capítulo IX – Departamentos


Artigo 49 – O Curso Especializado de Oficiais (CEO), tem como objetivo capacitar os Oficiais, para terem uma carreira no Corpo do oficialato excelente. O CEO, somente é aplicado à Oficiais. Os temas do CEO são: Respeito, Como ser Oficial, Direitos e Postura e Conduta. Somente pode ser professores quem completar esses temas.

Artigo 50 – A Defensória Pública, tem como objetivo lidar com os praças, tirar dúvidas, enviar projetos à Corregedoria, ajudar à Corregedoria com casos, e dados.

Artigo 51 – O Grupo de Operações Táticas, tem como objetivo defender e preservar a Polícia DTM entre ataques/dentre diversos fatores.


Artigo 52 – Departamento de Pesquisas e Estatísticas, é responsável para criar novas tecnologias para os quartos oficiais do Departamento Tático Militar, e buscar analisar dados, e conhecimentos, e realizar relatórios.

Artigo 53 – O Recursos Humanos, tem como objetivo manter o fórum organizado, colocando ou retirando membros corretos e incorretos da listagem, e atualizando diariamente.

Artigo 54 – Qualquer policial pode ser de um dos Departamentos, mesmo tendo alguma companhia.


Capítulo X – Corregedoria



Artigo 55 – A Corregedoria é o órgão mais importante do Departamento Tático Militar, tem objetivo de corrigir as ações erradas dos policiais.

Artigo 56 – Composta por 10 membros, contando com a supremacia, tem o direito de aprovar e fiscalizar os projetos.

Artigo 57 – Cada membro da Corregedoria tem o direito de 10% para aprovação.




Estatuto criado por Elatus.
Direitos reservados ao Departamento Tático Militar.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum